Livros cristãos gratuitos para estudos bíblicos sobre salvação, o Espírito Santo, o Tabernáculo e o Apocalipse de João

HOME  |  MAPA DO SITE  |  CONTATO  |  AJUDA    
Estudos da Bíblia Livros Cristãos
Grátis
e-livros Cristãos
Grátis
Sobre Nós
 



 Os sermões em assuntos importantes por Rev. Paul C. Jong

 

Anuncie o Verdadeiro Evangelho e a Obra de Justiça de Jesus


< Mateus 3:1-17 >
“Naqueles dias apareceu João Batista pregando no deserto da Judéia, e dizendo: arrependei-vos pois está próximo o reino dos céus. Este é aquele de quem o profeta Isaías falou, ao dizer: voz do que clama no deserto, preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. As vestes de João eram feitas de pêlos de camelo, e ele trazia um cinto de couro na cintura. Seu alimento era gafanhotos e mel silvestre. Então iam ter com ele Jerusalém, toda a Judéia e toda região circunvizinha ao Jordão. Confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão. Mas, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao batismo, disse-lhes: raça de víboras! Quem vos ensinou a fugir da ira futura? Produzi frutos dignos de arrependimento. E não penseis que basta dizer: temos por pai a Abraão. Eu vos digo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão. O machado já está posto à raiz das árvores, e toda árvore que não produz bom fruto, será cortada e lançada ao fogo. Eu vos batizo com água, para arrependimento. Mas após mim vem aquele que é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. Na mão ele tem a pá, e limpará a sua eira, recolhendo o trigo no seu celeiro e queimando a palha com fogo que nunca se apagará. Então veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João tentava dissuadi-lo, dizendo: eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim? Mas Jesus lhe respondeu: deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu. Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”



Na Bíblia, João Batista foi uma figura extremamente importante. João Batista chamou o povo de Israel ao arrependimento. Devemos nos lembrar bem da obra de Jesus e de João Batista. Jesus, que veio a esse mundo para salvar a humanidade, obedecendo a vontade de Deus assim como João Batista. João Batista e Jesus vieram a esse mundo para cumprir as obras de justiça.

João Batista insistiu que o povo de Israel se voltasse para Deus. Podemos ver em Mateus 3:7 que João Batista repreendeu com ousadia os fariseus e saduceus dizendo: raça de víboras! Quem vos ensinou a fugir da ira futura? quando percebeu que eles vinham até ele enquanto batizava. Esse João Batista repreendeu o povo severamente como um profeta: “arrependei-vos, raça de víboras!” João Batista foi um profeta que realizou obras de justiça aos olhos de Deus e foi também o último profeta dos tempos no Antigo Testamento.

Algumas pessoas se admiram de como João Batista, um profeta de Deus, pôde proferir uma expressão tão dura como “raça de víboras.” Todavia, a Bíblia tem isso registrado e nos diz que foi uma obra de justiça diante de Deus. Todos os profetas deveriam ser pessoas que clamassem pelas obras de justiça de Deus. E então veio Aquele que cumpriu as obras de justiça além de João Batista. E este foi Jesus.

Na Bíblia, os saduceus eram políticos. Eles são os políticos do mundo. Eles se preocupam mais com a política do que servir a Deus. Da mesma forma, os fariseus eram os líderes religiosos conservadores. Ao mesmo tempo em que eles diziam que criam na Palavra de Deus como ela é, negavam a Jesus.

Deus ficou muito desapontado quando viu essas pessoas. Aos olhos de Deus, essas pessoas são más ou não? Os fariseus e saduceus são pessoas más aos olhos de Deus.

Os fariseus não criam em Jesus como Messias. É por isso que João tem toda razão quando os chama de raça de víboras. João Batista não tinha compromisso com os homens religiosos daquela época. Pelo contrário, ao invés de se comprometer com os fariseus e saduceus, ele tentou fazer com que eles voltassem atrás os repreendendo como uma raça de víboras. João Batista ensinou ao povo que estava se voltando para Deus que o arrependimento não era suficiente, mas que eles precisavam produzir frutos de arrependimento, e que eles precisam também rejeitar o mal. Por exemplo, eles tinham que voltar e devolver todo o dinheiro que eles haviam extorquido. Assim então eles poderiam voltar até ele para ser batizados, retornando assim para Deus.

Quando ouvimos a esses clamores, nós podemos ver sem dúvida que ele era um servo enviado por Deus. A época que João Batista apareceu foi a mesma que Jesus Cristo iniciou Seu ministério público. O anúncio de João Batista foi feito para auxiliar a obra de Jesus. Naquele tempo, não havia surgido em meio ao povo de Israel um servo de Deus por mais de 400 anos. Por isso, a aparição de João Batista foi uma oportunidade que o povo de Israel teve de ouvir sobre a providência de Deus e também escutar a voz de Deus.

João Batista clamou: “raça de víboras, arrependam-se e retornem para Deus. Deixem a idolatria. Vocês precisam renunciar os deuses estranhos e retornar a Deus para escapar do juízo de Deus.” Foi uma grande bênção para o povo de Israel que um servo de Deus pudesse repreendê-los e adverti-los dessa maneira. Toda a nação de Israel foi abalada pelo clamor de João Batista. O milagre dos sumo sacerdotes, fariseus, e saduceus terem vindo a João Batista aconteceu.

João Batista deu Testemunho das habilidades de Jesus Cristo: “Eu vos batizo com água, para arrependimento. Mas após mim vem aquele que é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. Na mão ele tem a pá, e limpará a sua eira, recolhendo o trigo no seu celeiro e queimando a palha com fogo que nunca se apagará” (Mateus 3:11-12). Ele testificou que sua obra era repreender o povo para que ele se voltasse para Deus, mas aquele que viria após ele batizaria com o Espírito Santo e com fogo.

Nós temos que entender que João Batista chamou o povo ao arrependimento diante de Deus, e que Jesus Cristo, quando veio a esse mundo, recebeu o batismo de João Batista. Segundo o evangelho de Lucas, Jesus tinha quase trinta anos de idade quando foi batizado (Lucas 3:23). Agora, por que Jesus quis ser batizado quando tinha trinta anos? A razão dos ‘quase trinta anos’ foi porque alguém precisava ter trinta anos para exercer as funções de sumo sacerdote. Deus disse no Antigo Testamento que os filhos dos sumo sacerdotes seriam capazes de assumir responsabilidades quando fizessem trinta anos de idade (Números 4:35). Do mesmo modo, quando Jesus fez trinta anos, Ele foi batizado por João Batista.

A razão pela qual Jesus recebeu o batismo de João Batista foi para cumprir toda a justiça de Deus. Jesus foi batizado por João Batista para levar os pecados de todo o mundo.

Entretanto, as pessoas confundem as coisas e não entendem porque Jesus foi batizado por João Batista. O batismo de Jesus realizado por João é um segredo revelado na Bíblia. Muitas pessoas não entendem o segredo do batismo e também não compreendem porque Jesus foi batizado. Elas acham que foi para dar exemplo ou mostrar humildade.

Nós temos que entender que Jesus veio a esse mundo e foi batizado para salvar dos seus pecados todos nesse mundo. Jesus pôde cumprir a obra de justiça ao levar os pecados do mundo quando foi batizado por João. Ele veio a esse mundo. A obra de justiça é que Jesus levou todos os pecados do mundo de uma vez por todas ao ser batizado por João. O batismo de Jesus ocorreu para cumprir toda justiça de Deus e foi a vontade de Deus que foi satisfeita por Ele. Nosso Senhor veio a esse mundo para nos salvar de todos os nossos pecados. Ele foi batizado para levar sobre Si os seus e os meus pecados de uma vez por todas ao ser batizado e tendo derramado Seu sangue por nós. O Senhor levou todos os pecados do mundo de uma vez por todas.

Em Mateus 3:15 “toda a justiça” significa que Jesus levou os pecados do mundo ao ser batizado por João, e derramou Seu sangue na Cruz. Naquela hora, Jesus levou todos os pecados do mundo, todos os nossos pecados. Quão maravilhoso foi isso, e como nós somos agradecidos?

Irmãos em Cristo, nós cometemos pecados nesse mundo ou não? Nós cometemos pecados. Esses pecados, nós os cometemos aos poucos aqui e ali? Ou os cometemos toda hora? Vocês cometem muitos pecados nesse mundo, e seus pecados estão incluídos em todos os pecados do mundo. Jesus levou todos os pecados do mundo de uma vez por todas ao ser batizado por João Batista, e derramou Seu sangue na Cruz de uma vez por todas também, nos livrando assim dos pecados e do juízo.

Como eu e você poderíamos ser justos se Jesus não tivesse levado todos os seus e os meus pecados de uma vez por todas? Essa Verdade é a justiça que nosso Senhor cumpriu ao ser batizado e ter derramado Seu sangue quando veio a esse mundo. Jesus é o Salvador que veio a esse mundo como Filho de Deus e por nossa causa cuidou de todos os pecados do mundo e do juízo.



O Que Devemos Nos Lembrar

Quando saudarmos a chegada do Natal este ano, devemos nos lembrar que João Batista e Jesus cumpriram a justiça de Deus como ninguém poderia fazer. Quando saudamos a chegada do Natal, precisamos pensar: ‘como eu posso fazer parte dessa obra de justiça quando saúdo a chegada do Natal, quando celebramos a nosso Senhor que cumpriu a justiça?’ Ao invés de pensar ‘como eu vou me divertir? Como eu posso ter boas lembranças?’ Nós podemos de verdade nos lembrar da obra de João Batista e de Jesus. Nós, também, deveríamos ser aqueles que neste Natal se lembram de Jesus e João Batista que cumpriram toda a justiça de Deus. Nossas vidas deveriam ser dedicadas somente a anunciar a justiça de Deus. Depois de recebermos a remissão de pecados por crer no evangelho da água e do Espírito, devemos continuar a levar uma vida que anuncie esse evangelho.

O que seria de nós se não tivéssemos nos entregado a esse ministério de justiça que anuncia o evangelho da água e do Espírito? Como poderíamos esperar que Deus nos desse Suas bênçãos se não participássemos desse ministério de justiça? Devemos participar dele porque nós já sabemos que Jesus nos salvou ao levar todos os pecados da humanidade. Não é necessário pregar em todo o mundo o evangelho da água e do Espírito? Como poderemos realizar obras de justiça segundo a carne? Podemos evitar cometer pecados tentando não cometê-los? Como podemos nós, que somos incapazes, levar uma vida justa depois de receber a remissão de pecados? Não seria por anunciar esse evangelho da água e do Espírito que nos salvou dos pecados do mundo através de Jesus que veio a esse mundo, levou sobre Si todos os pecados na Cruz, derramou Seu sangue e morreu para que Ele recebesse o juízo do pecado em nosso lugar? O que seria na verdade a obra de justiça que você e eu faríamos nesse mundo? Deus ficaria satisfeito por causa do seu comportamente exemplar e por lembrar das Suas obras?

A melhor obra que devemos fazer nesse mundo é anunciar o evangelho da água e do Espírito. Bom é decicar todo nosso coração e esforços à pregação desse evangelho da água e do Espírito. Seja qual for a atitude que você tiver, Deus vai se agradar somente quando você se envolver na obra de anunciar o evangelho da água e do Espírito.

O que isso significa é que quando Jesus estava sendo batizado Ele disse: “deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu” (Mateus 3:15). Estas são as palavras do Testemunho que nos diz que Jesus levou todos os pecados que havíamos cometido no mundo por meio do batismo que Ele recebeu de João Batista. Quando Jesus foi batizado por João, todos os pecados do mundo foram passados a Ele de uma vez por todas. Jesus recebeu todos os pecados do mundo que eram meus e seus através do Seu batismo de uma vez por todas. Foi assim que o corpo de Jesus pôde levar todos os pecados do mundo, e dessa forma foi possível para Ele enfrentar o juízo quando Suas mãos e Seus pés foram cravados na Cruz. Todavia, isso não significa que o pecado estava na Sua alma. Você deve receber sua salvação crendo que Jesus veio a esse mundo e cumpriu a justiça de Deus, e João Batista também participou desse grande ministério passando os pecados a Jesus por meio da imposição de mãos.

João Batista, o maior representante dentre todos aqueles nascidos de mulher, fez duas coisas como servo de Deus.

A primeira foi apontar a todos a sua maldade. Ele repreendeu o povo clamando para que voltassem para Deus, dizendo: “servir outros deuses além do Senhor é pecado.” A segunda foi que ele batizou Jesus passando a Ele os pecados de todos nesse mundo. Essa é a justiça de Deus que serviu para mim e para você. Essa é a própria justiça que o Senhor veio cumprir nesse mundo. Jesus veio a esse mundo para receber os seus e os meus pecados e levar todos eles. E Ele recebeu o batismo para levar os pecados de todos nesse mundo, seus pecados, e os pecados de seus descendentes, e os pecados dos descendentes deles, os pecados de seus pais, e os pecados dos antepassados dos seus antepassados, os pecados de todo mundo desde Adão até que esse mundo testemunhe seu último dia, embora não saibamos quando a terra deixará de existir. Jesus recebeu o batismo para apagar nossos pecados e nos limpar de todos eles.

A verbo ‘batizar’ quer dizer “limpar ao mergulhar ou submergir, lavar, limpar com água, se lavar, tomar banho.” Portanto, Jesus foi batizado para levar todos os pecados do mundo. Jesus limpou nossos pecados ao recebê-los através do batismo de João. Assim como suas roupas ficam limpas quando lavadas na água, assim como seu corpo fica limpo da sujeira quando você toma banho, Jesus nos lavou dos nossos pecados ao receber o batismo e levou todos os pecados de nossos corações por meio do batismo de João.

Meus amados irmãos em Cristo, vocês crêem no evangelho da água e do Espírito? –Sim.– vocês crêem que Jesus veio a esse mundo, foi batizado, e morreu na Cruz para cumprir a justiça de Deus?

Quando nos alegramos com a chegada do Natal, devemos nos lembrar que foi nosso Senhor Jesus que cumpriu a justiça de Deus por nós. Está escrito: “portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.” Quando nos alegramos com a chegada do Natal, devemos meditar sobre o que é realmente justo, em como podemos levar uma vida de justiça, e crer firmemente. Você e eu temos que manter nossa fé em Jesus Cristo enquanto nesse mundo para um dia retornarmos para Deus. Nós devemos viver a vida que temos nesse mundo, fazendo a obra de justiça. Que tipo de obra precisamos fazer diante de Deus? Nós devemos pensar na justiça primeiro. Mas antes de pensarmos se devemos ou não viver para a justiça de Deus, nós devemos pensar primeiro sobre o que realmente é a justiça.

Eu estou imensamente grato a Deus por poder me alegrar com a chegada desse Natal. E eu espero que você também faça a “coisa certa.” Qual é a coisa certa que podemos fazer diante de Deus? Nós podemos fazer a coisa certa fazendo o bem na nossa carne? Nem pense nisso. Tentar fazer coisas certas pela carne é como um castelo construído na areia que pode cair a qualquer momento. Mesmo que você tenha sido bom toda sua vida, se você fizer alguma coisa errada, toda a justiça humana se acabará.

A verdadeira justiça é pregar todos os dias o evangelho da água e do Espírito, pelo qual Deus apagou todos os nossos pecados. Participar da pregação desse evangelho é o mesmo que participar da obra de Deus. Você e eu vivemos para o propósito dessa obra. Mesmo que você trabalhe para alguma empresa ou possua seu próprio negócio, é bom que você se dedique a esse evangelho da água e do Espírito. Se você não puder fazê-lo por si mesmo, é bom que seja através de suas orações ou de pequenas coisas. O que quer que você faça, coma ou beba, viver para anunciar esse evangelho é a justiça.

Amados irmão em Cristo, mesmo que vocês não conheçam a Bíblia versículo por versículo, vocês são aqueles que têm frequentemente ouvido essas palavras. Eu acredito que vocês crêem nessas palavras como sendo a Verdade. Vocês crêem que Jesus veio a esse mundo e cumpriu toda a justiça? Vocês crêem que o Senhor cumpriu a grande obra que apagou todos os pecados, seus e meus? –Sim.–

É algo tão maravilhoso Jesus ter levado nossos pecados, e nós somos muito gratos por Ele ter cumprido ‘toda a justiça.’ Não seria lamentável se Ele tivesse levado apenas alguns pecados e deixado outros? Contudo, qualquer pecado que você tenha cometido, Jesus os levou a todos. Fique firme na fé. Meu desejo é que você agrade a Deus com sua fé e faça obras de justiça pela fé. Meu desejo é que você viva pela fé. E eu espero que você chegue ao Paraíso pela fé. Espero que você seja uma pessoa sem pecado pela fé. Desejo que você seja uma pessoa que receba o Espírito Santo ao crer no evangelho da água e do Espírito.

Eu verdadeiramente sou grato a Deus mais e mais porque creio no evangelho da água e do Espírito. Amados irmãos em Cristo, vocês crêem no evangelho da água e do Espírito?     –Sim.– Meu desejo é que todos vocês sejam aqueles que de fato crêem no verdadeiro evangelho quando vocês se alegrarem com a chegada do Natal. Aleluia!

 

Voltar para a Lista

 


Versão para impressão   |  

 
Bible studies
    Sermões
    A declaração de fé
    O que é o evangelho?
    Termos Bíblicos
    FAQ para a Fé Cristã

   
Copyright © 2001 - 2017 The New Life Mission. ALL RIGHTS reserved.