Livros cristãos gratuitos para estudos bíblicos sobre salvação, o Espírito Santo, o Tabernáculo e o Apocalipse de João

HOME  |  MAPA DO SITE  |  CONTATO  |  AJUDA    
Estudos da Bíblia Livros Cristãos
Grátis
e-livros Cristãos
Grátis
Sobre Nós
 



 Os sermões em assuntos importantes por Rev. Paul C. Jong

 

Renove a Sua Mente Diante de Deus

 

Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12:1).

O que é este “culto racional,” que é traduzido como um “ato espiritual de adoração” na Nova Versão Internacional (NVI), que nós devemos prestar a Deus? Apresentar um culto racional a Deus significa oferecer os nossos corpos a Ele para fazer a Sua justa obra. Como fomos salvos, nós precisamos apresentar nossos corpos e sermos aceitos por Deus para espalhar o justo evangelho. O culto racional que nós devemos dar a Deus é separar os nossos corpos em santidade para oferecermos a Ele.

 

No capítulo 12, Paulo fala sobre o que é o nosso serviço espiritual. Não é se conformando com este mundo, mas sendo transformados pela renovação das nossas mentes, que nós poderemos provar qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

O culto racional é dedicar todos os nossos corpos e corações a Deus. Como, então, os justos podem viver essa vida diante de Deus? Paulo diz que nós não devemos nos conformar com este mundo, mas sermos transformados pela renovação das nossas mentes, e que devemos oferecer os nossos corpos para as justas obras de Deus. Crer na justiça de Deus, oferecendo os nossos corações e corpos, é também um culto racional para Deus.

Esta passagem é muito importante porque ela nos fala que nós não devemos nos conformar com este mundo e, em vez disso, devemos servir à obra de Deus e sermos transformados pela renovação das nossas mentes.

Nós não podemos prestar adoração espiritual sem primeiro renovar os nossos corações. Mesmo os justos não podem dar seus corpos e corações para Deus se eles pararem de crer na Sua justiça.

Nós podemos ser influenciados por esta geração, e o mesmo aconteceu na geração de Paulo. Porque nós vivemos no meio da corrente da geração pecaminosa, se não tivéssemos crido na justiça de Deus nós inevitavelmente teríamos seguido o caminho desta época. Mesmo os justificados que crêem na justiça de Deus não podem evitar inteiramente a influência desta corrente secular, pois eles vivem suas vidas com as pessoas mundanas. É por isso que a Bíblia nos fala para não nos conformarmos com este mundo.

 

Como, então, os justos podem oferecer um culto racional, um sacrifício santo para Deus com seus corações e corpos, enquanto são expostos a este mundo? Isso só é possível pela crença no evangelho da água e do Espírito que renova a nossa mente incessantemente. Os justos podem conhecer e seguir a boa e perfeita vontade de Deus quando renovam as suas mentes e são transformados pela Sua justiça.

 

Paulo não está dizendo isso por causa da sua ignorância dos assuntos mundanos, nem está dando lições espirituais para os crentes dizendo, “sejam bons”, enquanto permanecem ignorantes sobre suas circunstâncias e habilidades. A razão pela qual Paulo está encorajando-nos para renovar nossos corações para servir a Deus é porque ele sabia muito bem que os crentes também podem ser arrastados pelos caminhos deste mundo.

Nascidos de novo ou não, os corpos físicos não são muito diferentes um do outro. Mas há uma grande diferença entre aqueles que são nascidos de novo e aqueles que não são – é a fé na justiça de Deus. Somente os justos podem seguir ao Senhor pela incessante renovação das suas mentes enquanto crêem no evangelho da água e do Espírito.

 

O que, então, pode renovar nossos corações? A fé na Palavra do evangelho, que proclama a nossa completa libertação dos pecados, é o que renova os nossos corações. O Senhor perdoou todos os pecados que cometemos com os nossos corpos e mente em nossas fraquezas e infirmezas da carne. As mentes dos justos podem ser renovadas porque o nosso Senhor perdoou todos os pecados do mundo com o Seu batismo e Seu sangue na Cruz. Nossas mentes, em outras palavras, foram renovadas porque cremos na justiça de Deus.

 

Agora, nós precisamos ter um entendimento correto do que fazemos diante de Deus. Devemos discernir qual é a Sua perfeita vontade, o que Ele quer de nós, qual missão Ele quer nos dar e o que os justos nascidos de novo devem fazer. Nós devemos renovar os nossos corações nestas áreas e servi-Lo. A vontade de Deus é que ofereçamos os nossos corpos e mentes, dedicando-nos como sacrifícios santos para Ele. Nós podemos nos oferecer como sacrifícios a Ele quando renovamos as nossas mentes. O renovar das nossas mentes vem da crença de que Deus levou todos os nossos pecados.

Há uma diferença entre aqueles que são nascidos de novo e aqueles que não são. Apenas os justos podem renovar suas mentes pela crença na justiça de Deus. Nós, os justos, podemos sempre fazer as coisas que agradam a Deus pela fé, limpando e renovando os nossos corações, e negando os desejos mundanos da carne. Os justos são diferentes dos pecadores porque eles podem renovar seus corações e sempre servir e andar com o Senhor.



Você deve renovar seu coração com fé


Existem muitas celebridades na TV e as pessoas deste mundo estão muito ocupadas tentando imitar os seus estilos e modas. Facilmente podemos encontrar as últimas tendências assistindo TV, podemos descobrir o mundo com um controle remoto. A sua vida não está conformada com este mundo?

Eu sinto que este mundo está mudando rapidamente. Apesar de carregarmos notas de dinheiro agora, eventualmente carregaremos dinheiro e cartões eletrônicos. Quando perder estes cartões se tornar um aborrecimento, nós seremos aconselhados a receber códigos de barras em nossas mãos e testas para melhor conveniência. Também acho que haverá muitos desastres naturais nesta época. Vamos empenhar os nossos corações em renovar as nossas mentes e espalhar o evangelho de Deus. Antes que esse tempo chegue para que nós, os justos, não nos conformemos com este mundo.

Eu penso em servir a Deus em todo tempo. Desejo diligentemente pregar o evangelho que contém a Sua justiça agora, pois não será possível pregar a Sua Palavra quando o tempo de colocar códigos de barra em nossas mãos e testas chegar. Eu estou trabalhando exaustivamente para seguir a vontade de Deus. Talvez serei capaz de descansar apenas no dia em que eu não puder mais trabalhar. Eu posso até mesmo dar todas as minhas posses para os necessitados quando este momento chegar.

Mas agora, eu só posso seguir a vontade de Deus, me separar e não me conformar com o mundo. Muitos dos justos em Roma que foram salvos pelo evangelho pregado por Paulo estavam, com o passar do tempo, se conformando com o mundo e se afastando de Deus. Nós devemos prestar atenção para não seguir esses passos.

 

Paulo escreveu esta passagem com inquietação, pois os crentes em Roma estavam se conformando com este mundo. “Seus corpos estão se conformando com este mundo, mas há uma coisa preciosa que vocês podem fazer. Renovem suas mentes. O Senhor não redimiu todos os seus pecados? Lembrem-se do justo evangelho de Deus e pensem sobre o que O agrada. Renovem as suas mentes e façam obras boas e completas, ponderando espiritualmente, e não carnalmente”. Foi assim que Paulo admoestou os crentes de Roma, bem como nós hoje.

Apesar de fingirmos não nos conformamos externamente com este mundo, nós, na verdade, nos conformamos. Mesmo assim, nós ainda podemos servir ao Senhor pela renovação das nossas mentes. Apesar de em razão das nossas fraquezas acharmos difícil não se conformar com este mundo, nós ainda cremos que o nosso Senhor levou todos os nossos pecados pela justiça de Deus. É assim que nós podemos sempre servir as justas obras de Deus com a nossa fé na Sua justiça. Nós podemos seguir inteiramente a boa e perfeita vontade de Deus crendo Nele.

 

A todo momento devemos renovar nossas mentes. Porque os justos, que estão mortos para este mundo, são mais puros do que as pessoas mundanas, eles enfrentam mais riscos de se degenerar em pensamentos, mente e corpos errados do que as pessoas do mundo. É por isso que devemos sempre guardar os nossos corações com a nossa fé na justiça de Deus.

Como Cristo levou todos os nossos pecados, nós só precisamos permanecer firmes na fé, estando certos do fato de que esta foi aperfeiçoada. Você crê que o nosso Senhor levou todos os seus pecados pela justiça de Deus? Se você crê, então pode fazer as obras do nosso Senhor pela fé, inobstante toda a injustiça do seu passado, pois o Senhor levou de você todo o julgamento e condenação pelos seus pecados.

Nós devemos renovar as nossas mentes pela crença no evangelho da água e do Espírito. Isso é muito importante. Todos deixaremos a igreja e morreremos, se não renovarmos as nossas mentes crendo no evangelho da água e do Espírito, nestes últimos tempos.

Viver uma vida de fé de renovação contínua é como subir um morro com uma bicicleta. Não renovar a mente é como parar no meio da subida e não pressionar os pedais. Se não pressionar os pedais, você não apenas irá parar, mas realmente irá deslizar para baixo e cair do morro.

 

O mesmo princípio se aplica à nossa fé na justiça de Deus. Estamos subindo morros com bicicletas. É difícil alcançar o topo apenas pela nossa própria força e vontade. Precisamos nos apegar com firmeza na justiça de Deus, pois ainda estamos na nossa carne. Nem um momento se passa sem pensamentos carnais.

O desejo da nossa carne é capaz de nos fazer desistir facilmente, sempre que estamos no limite das nossas forças. “Eu não posso fazer isso. Não posso me adaptar a isso. Minha força de vontade é tão fraca, mas a força de vontade daqueles irmãos é realmente forte. Eu não tenho força, mas aquele irmã tem muita força. Eu sou tão fraco comparado aqueles irmãos e irmãs. Eles parecem que estão servindo a Deus, e eu não.” Quem não crer e se apegar à justiça de Deus irá eventualmente parar de pressionar os pedais e cair morro abaixo.

Isso se aplica somente a algumas pessoas? É claro que não. Isso se aplica a todos. Um ciclista bem treinado pode subir o morro com facilidade, mas uma pessoa fraca teria muitas dificuldades. Contudo, o problema dos justos não está em sua força física – está em se apegar firmemente a sua fé no evangelho da água e do Espírito. É impossível alcançar o topo espiritual somente com força física. Ser fisicamente forte ou fraco não tem nada a ver com isso.

Lembre-se que ninguém pode levar uma vida de fé somente porque tem uma grande força de vontade. Você não deve se comparar aos outros e ficar desencorajado. Apegue-se apenas à justiça de Deus. O Senhor irá nos impulsionar se renovarmos incessantemente as nossas mentes com a fé na justiça de Deus. O evangelho da salvação que nós recebemos será plantado em nossos corações e o Senhor irá nos amparar, se purificarmos as nossas mentes impuras pela crença na justiça de Deus e fazendo a obra do Senhor.

Eu agradeço ao nosso Senhor por Sua graça que nos permite servi-Lo pela renovação das nossas mentes. Nosso Senhor nos permitiu sempre prosseguir diante Dele com a nossa fé, por meio da renovação das nossas mentes.



Pois eu sei que em mim não habita bem nenhum


Paulo diz em Romanos 7:18, “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo”. Paulo sabia muito bem que não havia nada de bom em sua carne. A regra é que nada de bom habite na carne.

Paulo reconhecia que nada de bom habitava em sua carne. Ele sabia que não importava o quanto ele amava a Lei e quanto esforço fazia para viver por ela, ele simplesmente não podia fazer isso. O coração quer se renovar para seguir ao Senhor, mas a carne quer incessantemente fugir dos campos de batalhas espirituais.

É por isso que Paulo lamentou em Romanos 7:21-24, “Então, ao querer fazer o bem, encontro a lei de que o mal reside em mim.  Porque, no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus;  mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros.  Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?”.

Como Paulo definia o seu corpo? Ele o definiu como “corpo desta morte”. E o seu corpo? Também não é um corpo de morte? É claro que é! O próprio corpo é um corpo de morte. Ele só quer cometer pecado e ir para onde o pecado abunda. “Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?”. E é por isso que Paulo disse, “Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado” (Romanos 7:25).

Paulo ressalta que existem duas leis. A primeira é a lei da carne. Ela só busca seguir os desejos da carne e habita nos pensamentos da carne que são completamente opostos daqueles que agradam a Deus.

A segunda é a lei do Espírito da vida. A lei do Espírito quer nos levar ao caminho correto, que Deus quer que sigamos. A lei do Espírito deseja o que é contrário à lei da carne. Nós Cristãos nos pegamos no meio das duas, tentando decidir para onde ir.

Algumas vezes seguimos o que a nossa carne quer, mas quando renovamos as nossas mentes, nós seguimos a obra de Deus desejada pelo Espírito. A razão pela qual nós fazemos isso – ou seja, que oferecemos nossos corpos como sacrifícios para Deus e então imediatamente fazemos as coisas da carne – é porque todos nós temos a carne. Devemos, dessa forma, renovar sempre as nossas mentes pelo Espírito Santo.

 

Apesar de salvos, nós facilmente nos conformamos com este mundo, porque ainda estamos na carne. Nós somos facilmente influenciados, porque todos neste mundo vivem suas vidas se conformando com o mundo. Assim, só há uma forma pela qual nós podemos seguir a Deus: renovando as nossas mentes. É assim que sempre podemos seguir ao Senhor, até que Ele volte.

Olhando apenas para a nossa carne, nenhum de nós pode seguir as justas obras do Senhor e estamos todos condenados à destruição. Mas podemos seguir ao Senhor renovando as nossas mentes e nos apegando à Sua justiça de todo o nosso coração. Devemos renovar as nossas mentes e segui-Lo. É por isso que Paulo disse em Romanos 8:2, “Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte”.

O que a Lei não podia fazer naquilo que era fraca por meio da carne, Cristo fez por meio da justiça de Deus. Como Romanos 8:3 afirma, “Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus, na carne, o pecado”.

Deus enviou Seu único Filho Jesus Cristo a este mundo e condenou os nossos pecados na Sua carne. “Condenou Deus, na carne, o pecado” significa que todos os nossos pecados foram levados e que fomos feitos sem pecado. Somos libertos de nossos pecados pela crença na justiça de Deus. A fim de cumprir as exigências da justiça da Lei, Deus enviou Seu Filho para levar todos os nossos pecados por meio do Seu batismo e sangue na Cruz, e para nos salvar de todos os pecados do mundo.

 

Após receber a salvação, dois tipos de pessoas aparecem: aquelas que vivem segundo a carne e colocam seus pensamentos nas coisas da carne, e aquelas que vivem segundo o Espírito e colocam seus pensamentos nas coisas do Espírito. Você deve entender que os pensamentos da carne levam você à morte, mas os pensamentos do Espírito o levam à vida e paz. As mentes carnais são inimizade contra Deus.

Nós não nos sujeitamos à Lei de Deus, nem podemos fazer isso (Romanos 8:7). Mesmo os justos nascidos de novo cairão nos pensamentos da carne se não renovarem suas mentes. Se nós não crermos que Deus levou todos os nossos pecados e, portanto, não renovarmos nossas mentes, podemos facilmente cair nas obras da carne e não poderemos seguir ao Senhor. É por isso que sempre devemos renovar as nossas mentes.

Paulo disse que nós, os justos nascidos de novo, podemos cair na carne ao seguirmos os pensamentos da carne, ou seguirmos os pensamentos do Espírito pela renovação das nossas mentes. Nós estamos balançando entre os dois. Mas Paulo falou ainda, “Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele” (Romanos 8:9).

Nós somos o povo espiritual de Deus. Somos, em outras palavras, Seu povo. Apesar de seguirmos os desejos do mundo e nos conformarmos com eles em nossas fraquezas, nós ainda somos nascidos de novo. Caímos na carne quando colocamos importância nas coisas da carne, mas porque temos o Espírito Santo habitando em nós, nós somos povo de Cristo. Assim, nos tornamos os justos, o povo de Deus.

 

Paulo disse, “Nossos corpos morreram em Cristo”. E ele acrescentou, “Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida, por causa da justiça” (Romanos 8:10). Nossos pensamentos espirituais devem ser despertados. Nós ainda somos fracos, e nossas mentes e pensamentos devem sempre ser renovadas pela crença na justiça de Deus.

Vamos colocar nossos olhos na justiça de Deus sempre que percebermos os desejos da carne dentro de nós. Então podemos saber que a justiça do Senhor levou os nossos pecados. Olhe para a justiça de Deus e creia. Agradeçam a Ele por levar todos os nossos pecados e pensem nas obras de Deus. Pense sobre qual é a vontade de Deus, perfeita e agradável. Sua mente então será sempre renovada.

Nós devemos renovar as nossas mentes pela fé e empenha-las em coisas que agradam a Deus. É assim que os justos devem viver. Somente fazendo isso podemos seguir ao Senhor até o Seu retorno. Eu sei que estamos todos cansados de nossas vidas diárias. É difícil trabalhar, e é difícil ir à igreja. Todos estão enfrentando dificuldades. Às vezes, eu invejo a Jesus quando Ele clamou na Sua morte, “Está consumado”. Eu estou confiante que nós também poderemos dizer, “Está consumado”, e seremos libertos de todas estas dificuldades.

A segunda vinda do Senhor está próxima. Até lá, vamos renovar as nossas mentes sem nos conformar com o mundo. Nossas mentes devem ser continuamente renovadas, porque para seguir ao Senhor nossos corações precisam se apegar à justiça de Deus. É assim que podemos seguir ao Senhor até o Seu retorno. O tempo está próximo.

 

Eu li recentemente um artigo de jornal que falava que o buraco de ozônio Antártico estava três vezes maior do que o tamanho dos Estados Unidos. Também li outro artigo sobre a iniciativa de mísseis defensivos. Este sistema tem o objetivo de lançar mísseis balísticos, e experimentos preliminares foram bem sucedidos. As implicações deste desenvolvimento são claras: o meio-ambiente será destruído gradualmente com a capacidade destrutiva do poder militar, que se multiplica de muitas formas.

Se um país aumenta o seu poderio militar, os seus rivais também não aumentariam a sua força militar para competir com este crescimento? Todas as nações do mundo não ficarão apenas esperando para ver um país crescer em força. O que aconteceria se uma guerra começasse entre estas grandes potências?

Quando algumas nações tentaram desenvolver armas nucleares, as grandes potências tentaram evitar que elas adquirissem capacidades nucleares. Mas vamos dizer que estes esforços preventivos tenham falhado e que o país em questão foi capaz de adquirir armas de destruição em massa e ameaça usá-las. Então, o resto do mundo certamente tentaria desenvolver novas armas para lidar com esta situação.

Tais armas iriam devastar este mundo com forças muito maiores do que as armas nucleares. As guerras não são mais lutadas com armas como no passado. Matar humanos não será nada; cidades ou países inteiros serão varridos em um instante. A guerra nuclear não será localizada, mas levará a uma guerra mundial. Já devastado por esta guerra, maior destruição estará aguardando o mundo na forma de desastres naturais. A camada de ozônio será destruída rapidamente e grandes ondas e tempestades continuarão a crescer devido ao desflorestamento. Então o anticristo aparecerá com grande poder e conquistará este mundo.

 

Você pode dizer que estou criando este cenário ao extremo, mas a natureza humana é, em seus fundamentos, má. As nações formarão exércitos e desenvolverão novas armas, as quais nunca poderão ser usadas para bons propósitos. As armas nucleares só podem ser comparadas às armas de destruição em massa. Os países atacarão uns aos outros para que eles mesmo sobrevivam. Outras nações se preocuparão em lutar contra qualquer país que buscar a dominação mundial. Não importa quais sejam as intenções, uma vez feitas, as armas nucleares e capacidades militares só podem ser usadas para propósitos maus.

 

Quer saber mais sobre o livro de Romanos? Por favor clique no banner abaixo para adquirir seu livro grátis sobre o livro de Romanos.
Estudo da Biblia em Romanos

Há muito tempo, Paulo disse aos crentes em Roma para não se conformarem com este mundo, mas seguirem ao Senhor pela renovação dos seus corações. Esta é uma passagem muito apropriada para nós que vivemos nesta época. Nestes últimos dias, devemos discernir qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus, e seguir ao Senhor com a nossa fé.

Apesar de termos muitas falhas, nosso Senhor é o Deus Todo Poderoso. O Todo Poderoso habita em nós como o Espírito Santo. Apesar de nossos corpos espirituais serem fracos, o Espírito Santo em nós é muito forte. Este Espírito renova as nossas mentes pela fé na Palavra, para que possamos ser capazes de seguir ao Senhor.

 

Vamos todos depender deste poder do Espírito Santo, renovar as nossas mentes e servir ao Senhor. Se o Ele retornar enquanto estivermos servindo-o, iremos com Ele. Até este dia do retorno de Cristo, nós viveremos para espalhar a justiça de Deus. Renove a sua mente pela crença na justiça de Deus.

Voltar para a Lista

 


Versão para impressão   |  

 
Bible studies
    Sermões
    A declaração de fé
    O que é o evangelho?
    Termos Bíblicos
    FAQ para a Fé Cristã

   
Copyright © 2001 - 2017 The New Life Mission. ALL RIGHTS reserved.