Livros cristãos gratuitos para estudos bíblicos sobre salvação, o Espírito Santo, o Tabernáculo e o Apocalipse de João

HOME  |  MAPA DO SITE  |  CONTATO  |  AJUDA    
Estudos da Bíblia Livros Cristãos
Grátis
e-livros Cristãos
Grátis
Sobre Nós
 



 Os sermões em assuntos importantes por Rev. Paul C. Jong

 

“Dize Somente uma Palavra”


< Mateus 8:5-10 >

“Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, aproximou-se dele um centurião, implorando: Senhor, o meu criado jaz em casa paralítico, e em terrível sofrimento. Disse-lhe Jesus: Eu irei curá-lo. Mas o centurião respondeu: Senhor, não sou digno de receber-te sob meu teto, mas dize somente uma palavra, e o meu criado ficará são. Pois eu também sou homem sob autoridade, tenho soldados às minhas ordens. Digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem. Digo ao meu criado: faze isto, e ele o faz. Ouvindo isto, admirou-se Jesus, e disse aos que o seguiam: em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.”

   

Sempre que os crentes do evangelho da água e do Espírito se reúnem, todo dia é uma celebração para nós. Quando lembramos de como Deus apagou nossos pecados e meditamos no evangelho da água do Espírito mais uma vez, nós todos sorrimos de alegria.

Como o centurião da passagem bíblica acima confessou sua fé poderosa em Jesus, dizendo: “mas dize somente uma palavra, e o meu criado ficará são,” existem pessoas de fé na Bíblia que também creram somente na Palavra de Deus e seguiram o Senhor. Bem-aventurados aqueles que possuem a verdadeira fé na Palavra de Deus. E a fé deste centurião é a mesma fé daqueles no nosso tempo que crêem no evangelho da água e do Espírito.

O centurião se compadeceu de um dos seus servos que ficou doente, por isso veio à procura de Jesus e pediu a Ele que curasse seu servo. E Jesus atendeu o seu pedido. Quando estudamos essa passagem na Bíblia, percebemos que o centurião tinha convicção em sua mente que Jesus era o filho de Deus, e também o próprio Deus. Nós podemos ver que ele cria que Jesus era o próprio Deus que havia trazido os mortos à vida e criado o universo com Sua Palavra. Nós podemos testemunhar aqui como era grande a fé do centurião.

O centurião disse a Jesus: “Senhor, não sou digno de receber-te sob meu teto, mas dize somente uma palavra, e o meu criado ficará são.” Por que ele disse isso? O centurião disse isso não porque ele tinha medo de Jesus ir a sua casa, mas porque ele cria na grandeza de Deus, na Sua santidade, e na Sua onipotência. Se todos tivessem essa convicção na mente que está pronta a reverenciar a Deus e honrá-Lo, receberiam as mesmas bênçãos de Deus que foram dadas ao centurião. Quais são essas bênçãos dadas por Deus? Elas são as bênçãos da remissão de pecados e da fé que existe nessa terra para se fazer as boas obras de Deus. E tudo isso vem da nossa fé na Palavra. Esta foi a fé do centurião. Mesmo que não tenhamos nada para apresentar diante de Deus, se nós apenas tivermos fé na Sua Palavra, as bênçãos da fé então virão até nós em abundância, assim como aconteceu com esse centurião.

A passagem sobre esse centurião diz a todos nós que a fé na Palavra de Deus é a legítima fé diante de Deus, e que Deus se agrada dessa fé. Esta fé vem quando cremos em Deus, que fez todas as coisas e a tudo cumpriu apenas com a Sua Palavra. Em outras palavras, a Palavra de Deus é a única base de toda a nossa fé. Se nós conhecermos a Palavra de Deus e tivermos fé nesta Palavra, receberemos então bênçãos maravilhosas em nossas vidas, assim como o centurião recebeu.

O centurião tinha uma grande fé que era uma bênção em si mesma. Aqueles que honram a Deus também conhecem o poder da Sua Palavra, e por crerem nesta mesma Palavra de Deus, eles também podem ser salvos de todos os seus pecados e receber a vida eterna. É pela Sua Palavra que somos salvos dos pecados do mundo, recebendo a remissão dos nossos pecados e a vida eterna, e seguimos a justiça de Deus com fé. Essa fé na Palavra de Deus traz uma vida maravilhosa e abençoada a cada um de nós sem falhar.

Nosso Senhor disse: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32). Nós podemos até não conhecer por completo a Palavra de Deus em toda sua profundidade, mas se cremos nessa Palavra de Deus, a Palavra então trabalha em nossos corações palpável e concretamente, transforma nossa mente e nossa alma, e nos leva a conhecer e crer no evangelho da água e do Espírito, para que as almas daqueles que estavam destinados ao inferno sejam agora alcançadas e entrem no céu.

Se nós não tivermos essa fé na Palavra de Deus, então é completamente inútil para nós crer em Jesus como nosso Salvador. Esse tipo de fé nada mais é do que crer em Jesus baseado em nossos próprios pensamentos, algo que constitui apenas uma religião feita por ela mesma que alguém pratica por conta própria. Mas diferentemente desse tipo de fé, a fé do centurião foi aquela que creu na Palavra de Deus.

A fé do centurião era como a fé de Abraão. Todos os nossos pais da fé criam que na Palavra que Deus pronunciou. Abraão seguiu a Palavra de Deus, e Isaque teve a mesma fé de seu pai. Abraão creu na Palavra da promessa de Deus assim como ela era, que Ele daria a terra de Canaã aos seus descendentes, e ele transmitiu esta mesma Palavra da promessa ao seu filho Isaque. E para seus descendentes, Deus realmente deu essa terra onde hoje fica Israel. Crendo na Palavra que Deus falou, Abraão se tornou o pai da fé.

A obra mais maravilhosa que Deus fez por nós foi que com Sua Palavra, Ele tornou justos os pecadores. Que Palavra de Deus, então, torna justo os pecadores? Como pecadores podem se tornar justos? As pessoas recebem a fé de poder e se tornam justas somente por ir à igreja, fazer orações fervorosas, falar em línguas, ou crer no poder miraculoso que cura enfermidades? Quando as pessoas dizem que reconhecem Jesus como Salvador, isto é o mesmo que receber a Ele? Ninguém pode crer na Palavra de Deus baseado nas próprias emoções, na sua própria devoção, ou nos seus próprios pensamentos.

Alguém vem a ter fé na Palavra de Deus apenas crendo no evangelho da água e do Espírito, onde Jesus Cristo o Filho de Deus veio a esse mundo para salvar os pecadores, foi batizado por João e derramou Seu sangue, e assim nos libertou de todos os nossos pecados. Além disso ainda, nós vemos muitas pessoas que afirmam que se tornaram filhos de Deus pelas suas orações e súplicas a Ele com toda sinceridade se arrependendo dos seus pecados derramando lágrimas. Nós sempre vemos em meio aos cristãos que frequentam a igreja por algum tempo, que aqueles que derramam lágrimas enquanto oram a Deus de alguma forma são tidos como os verdadeiros crentes em Deus, mesmo que eles não mostrem nenhum interesse pela verdade do evangelho da água e do Espírito. Nesses tempos atuais, o cristianismo se corrompeu se tornando uma mera religião do mundo que procura proteger todos os crentes com suas doutrinas.



O Cristianismo de Hoje Possui o Tipo de Fé que não Traz Nenhuma Resposta

O Cristianismo de hoje está sendo levado pela corrente errada. A triste realidade é que muitos cristãos estão seguindo agora o tipo errado de fé dos movimentos pentecostais, o misticismo, e o materialismo. Tais crenças pagãs têm se tornado desenfreadas nas comunidades cristãs atualmente. Todos esses cristãos podem até encontrar conforto e satisfação para suas mentes quando eles fazem parte de tais comunidades religiosas, mas quando eles voltam para suas casas e para a sociedade, eles não têm como evitar a volta ao seu velho eu descrente e continuam tendo uma vida vazia e confusa, porque o Espírito Santo e a Palavra de Deus ainda estão faltando em seus corações. Embora eles afirmem crer em Jesus, eles não conhecem o genuíno evangelho da água e do Espírito, e por esse motivo não receberam em seus corações a remissão dos seus pecados. Como consequência disso, eles não receberam o Espírito Santo e muito menos creram na Palavra de Deus, e por isso não podem vencer sua velha criatura.

Crer em Jesus nada mais é do que crer na Sua Palavra. Jesus disse que a fé do centurião que creu na Palavra de Deus era grandiosa. Aqueles que não crêem na Palavra de Deus não podem entender a fé daqueles que crêem na Palavra de Deus e a seguem. Particularmente, aqueles que seguem o movimento pentecostal afirmam que aqueles que não falam em línguas não possuem o Espírito Santo, dizendo: “Qual a prova que indica que alguém recebeu o Espírito Santo? O que significa se tornar filho de Deus? Qual é a evidência da salvação? Nada mais do que falar a língua dos anjos é a prova de se ter nascido de novo e de se ter recebido o Espírito Santo.” Mas isso de maneira nenhuma é verdade.

Essas pessoas fazem um grande tumulto onde quer que orem. Mas em termos de estatística, diz-se que 99 por cento do que essas pessoas estão dizendo é simplesmente puro absurdo. Em outras palavras, seu comportamento estranho com certeza vem de Satanás, não de Deus. O que faz disso algo muito mais preocupante e trágico é que essas pessoas estão certas que receberam o Espírito Santo, mas de fato estão fazendo uma confusão diabólica em nome do Espírito Santo.

É por receber a remissão de pecados através da fé no evangelho da água e do Espírito que alguém recebe o Espírito Santo, como uma prova dessa remissão de pecados. Falar em línguas não é basicamente um dom que alguém que recebeu o Espírito Santo possa manifestar. Isso significa nada mais do que falar em línguas diferentes do mundo (Atos 2:8). Durante a era apostólica, os discípulos de Jesus falaram em línguas para dar Testemunho do evangelho (Atos 2:11), e para ter uma comunhão íntima e pessoal com Deus (1 Coríntios 14:2). Mas no nosso tempo onde as Escrituras já foram compiladas, não existe mais uma razão especial para que falemos em diferentes línguas do mundo (1 Coríntios 13:8-10). Portanto, mesmo aqueles que não falam em línguas foram capacitados agora para falar da verdade da salvação crendo no evangelho da água e do Espírito.

Quando os cristãos de hoje falam em línguas, isso não quer dizer que eles receberam a remissão, nem significa que eles se tornaram filhos de Deus. Falar em línguas e ter visões não significa que alguém nasceu de novo, nem ter dons espirituais de curar significa que alguém tenha fé no evangelho da água e do Espírito. Resumindo, tais pessoas estão se prendendo a esses sinais místicos como se fosse sua salvação porque elas não fazem idéia do que é nascer de novo.

Isto é o que Satanás dá aos pecadores. A fé mística pode durar apenas alguns anos no máximo. Quando eles perderem seu chamado ‘poder’, eles farão todos os esforços para recuperá-lo. Assim, eles procurarão em todo o lugar pelos chamados ‘homens de poder’ para receber deles a imposição de mãos. Mas porque toda sua fé é vã, eles acabarão finalmente se tornando servos de Satanás. O fato deles perseguirem tais sinais e maravilhas é a prova de que eles não têm fé no evangelho da água e do Espírito e nem o Espírito em seus corações.

Existe uma grande diferença entre a fé daqueles que crêem em visões e poder sobrenatural e a fé daqueles que crêem e seguem a Palavra de Deus. Comparada a fé do centurião, a fé dos cristãos enganados de hoje que vão atrás de milagres não chega nem à sola dos seus pés. Sua fé é totalmente diferente da fé do centurião que creu e seguiu a Palavra de Deus.

A fé do centurião foi tal que disse simplesmente:“dize somente uma palavra, e o meu criado ficará são.” Sua fé, em outras palavras, foi aquela que creu na Palavra de Deus – isto é, naquilo que Jesus disse a ele. Isso indica que a fé na Palavra de Deus é a verdadeira fé. Crer que tudo se cumprirá exatamente segundo a Palavra de Jesus, não importa o que Ele tenha dito a nós, é a verdadeira fé. A fé que crê totalmente na Palavra de Deus, em outras palavras, é a fé do centurião.

Nós, que temos fé na Palavra de Deus e assim recebemos a remissão de pecados por crermos no evangelho da água e do Espírito, não nos rendemos a esse tipo de fé que vai atrás de sinais. Acima de tudo, esse tipo de fé não é compatível com a nossa fé, porque nós somos de uma semente completamente diferente daquela que está atrás de milagres. Portanto não podemos trabalhar com tais pessoas para anunciar o evangelho de Deus. A fé do centurião é a mesma que a nossa, que crê no evangelho da água e do Espírito. Quando nós vivemos nossas vidas guiados pela Palavra de Deus, passamos então a viver a vida dos profetas que foram antes de nós. O Espírito Santo trabalhou na vida desses profetas, e trabalha igualmente nas nossas vidas também.

Eu só posso agradecer a Deus quando eu penso em como Ele nos deu uma graça tão grande da salvação por meio do evangelho da água e do Espírito, e em como Ele nos capacitou, diferentemente daqueles que seguem os sinais e maravilhas, a crer na Sua Palavra e segui-La. Nossa fé é verdadeira, e nós nos tornamos justos, somente porque cremos no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus. Qualquer um que negue seus próprios pensamentos, ouça atentamente o que a Palavra de Deus diz a ele, e crê no verdadeiro evangelho da Palavra de Deus, pode realmente se tornar uma pessoa justa. Este é o poder de Deus, e este é o poder da Palavra do evangelho da água e do Espírito. Crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito, nós podemos nos tornar filhos de Deus, entrar no Reino dos Céus, e viver uma vida bela, feliz e abençoada.

Nós, os verdadeiros crentes, também dizemos ao Senhor: “Dize somente uma Palavra.” Porque nosso Senhor nos falou sobre o evangelho da Palavra da água e do Espírito, a remissão de todos os nossos pecados foi cumprida pela Palavra de Deus, pois está é a própria verdade da água e do Espírito.

Vendo a fé do centurião que creu em Sua Palavra, Jesus disse:“em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.” Não há nada que uma pessoa paralítica possa fazer por si mesma. Muito menos um paralítico espiritual pode fazer desaparecer seus pecados por sua própria vontade ou orações. É por isso que Deus falou sobre a fé que nos capacita a receber a perfeita remissão de pecados apenas pela Palavra de Deus.

Nós recebemos o dom da remissão de pecados crendo no evangelho da água e do Espírito que está em Sua Palavra. Para todas as pessoas, seus pecados podem ser lavados somente crendo na Palavra de Deus. Foi porque o centurião creu na Palavra de Deus que ele disse a Jesus: “dize somente uma palavra, e o meu criado ficará são,” e foi por causa disso que Jesus aprovou sua fé.

Nenhum esforço de nossa parte pode de forma alguma apagar nossos pecados. Somente crendo na Palavra do evangelho da água e do Espírito podemos ser lavados deles. Somente crendo nesta Palavra de Deus, no evangelho da água e do Espírito, é que podemos ser salvos de todos os nossos pecados. Nós nunca poderemos receber a remissão de pecados e nascer de novo se não for pela Palavra do evangelho da água e do Espírito. A salvação que é recebida em sonhos ou visões de maneira alguma é a salvação.

Entretanto, ainda existem muitos cristãos que estão se tornando ainda mais pecadores depois de crer em Jesus. É natural que um crente em Jesus se torne mais pecador conforme o tempo passa? A Bíblia afirma que o Senhor purificou nossos pecados com a Palavra do Seu poder (Hebreus 1:3). Então, o que é a Palavra do Seu poder? Não é outra senão o evangelho da água e do Espírito. Portanto, aqueles que ignoram a Palavra do Seu poder continuam sendo cristãos pecadores mesmo que creiam sinceramente em Jesus. Como tudo que Jesus fez por nós está escrito na Palavra de Deus em detalhes, é crendo nessa Palavra de Deus que nos tornamos justos, e pela fé nessa Palavra de Deus é que podemos viver debaixo das bênçãos de Deus.

Para aqueles que não crêem na verdade da remissão de pecados que está no evangelho da água e do Espírito, todas as suas experiências são simplesmente falsas. Jesus é o caminho, a verdade, e a vida para todos os crentes genuínos. Não importa quão fervorosamente alguém possa fazer suas orações de arrependimento durante os cultos de adoração, se ele deixar de fora a Palavra do Seu poder, seus pecados não poderão então ser lavados. Não é pelas orações de arrependimento que alguém recebe a remissão de pecados e entra no Céu, porque sua própria devoção, esforços, e obras não podem apagar seus pecados. Qualquer tipo de fé que não está baseada na Palavra de Deus pertence a Satanás. Nenhuma doutrina que vem dos pensamentos do homem, e não da Palavra de Deus, pode jamais lavar nossos pecados. Sem fé na Palavra de Deus, nenhuma alma pode ser salva dos seus pecados, não importa o quanto alguém tenha poder de expulsar demônios, ou até mesmo seja martirizado. A remissão de pecados que recebemos por nós mesmos e basedos nos nossos próprios pensamentos tem que mudar totalmente, porque não está baseada na fé verdadeira.

A Bíblia também declara que não podemos nascer de novo pelo sangue, ou pela vontade da carne, muito menos pela vontade do homem (João 1:13). Algumas pessoas se gabam das suas ricas tradições da fé dizendo: “eu tenho crido em Jesus desde que eu estava no ventre da minha mãe.” Alguns outros diriam: “minha família tem crido em Jesus por 5 gerações.” Estas pessoas podem nascer de novo por causa desse seu ar de superioridade? Não, estas pessoas não podem se tornar mesmo filhos de Deus.

O Senhor nos diz que Ele provará a fé das pessoas, e irá lançá-los fora por causa da sua iniquidade. A recompensa deles aqui não será em si um problema, se eles crerem segundo a Palavra de Deus. Mas ao contrário, eles crêem em Jesus segundo seus próprios pensamentos ao invés de crerem na Sua Palavra da Verdade onde Deus diz que os lançará a todos na escuridão: “Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade!” (Mateus 7:23). O que significa “iniquidade” aqui? Isto se refere aos atos pecaminosos daqueles que afirmam crer em Jesus como seu Salvador e praticam todas as obras poderosas de Deus mesmo crendo no evangelho da água e do Espírito.

A Igreja de Deus é a reunião de todos aqueles que nasceram de novo da água e do Espírito. Em outras palavras, é a reunião dos pecadores, que são chamados para ser os santos de Deus (1 Coríntios 1:2). O lugar que capacita as pessoas a abandonar seus próprios pensamentos, crer na Palavra de Deus, e receber a remissão de pecados, é a Igreja de Deus. Ir à igreja não significa ir para o Reino dos Céus. Ainda há pessoas que dizem que porque elas crêem em Jesus e são membros das chamadas igrejas ‘tradicionais’, elas todas irão para o Reino de Deus mesmo se ainda tiverem pecado. Aqueles que ficam orgulhosos nessas chamadas denominações tradicionais do mundo com ousadia se consideram os pecadores remidos.

Todo mundo afirma que sua denominação é histórica. Mas Deus disse que Ele levaria para o Céu alguém que apenas confessasse crer nEle mesmo que não houvesse uma fé autêntica no seu coração? Isto não está escrito em nenhum lugar da Bíblia. Vocês mesmos devem procurar e ver se existe algo nas Escrituras que sugere isso. Vocês certamente descobrirão que isto não está escrito em lugar nenhum.

Diante de Deus, santos são aqueles que não tem pecado; isto é, aqueles que se tornaram justos. Pessoas que se gabam do tradicionalismo de suas denominações dizem: “nós somos pecadores, mas porque cremos em Jesus, Deus nos considera justos. Então é por isso que cremos. Crer em Jesus não significa que não temos pecado. Como nós podemos dizer que não somos pecadores, quando na verdade cometemos pecados todos os dias? Mas porque cremos em Jesus como nosso Salvador, Deus nos considera sem pecado. Embora ainda tenhamos pecado mesmo depois de crer em Jesus, graças a nossa fé em Jesus, nós fomos chamados como filhos de Deus, e podemos portanto entrar no Seu Reino.”

Aqueles que têm esse tipo de fé crêem nos seus próprios pensamentos; o que eles têm não é a salvação que é recebida por crer no evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, tudo que eles estão fazendo para Deus é meramente confessar seu amor não correspondido por Ele. Essas pessoas não foram salvas dos seus pecados. Aqueles que não foram salvos dos seus pecados confessam abertamente que ainda há pecado em seus corações. Esse é o fato que comprova que eles são pecadores. Embora eles creiam em Jesus como seu Salvador, qualquer um que tenha pecado escrito na tábua do seu coração está destinado ao inferno.

Tendo apagado todos os pecados desse mundo com o evangelho da água e do Espírito, Jesus nos disse para recebermos a remissão dos nossos pecados crendo neste verdadeiro evangelho. Deus se agrada daqueles que foram libertos de seus pecados e se tornaram justos crendo em Jesus como seu Salvador. É por isso que Deus preparou o Céu para estas pessoas justas. Mas os religiosos que não se tornaram justos não podem agradar a Deus. Eles confessam: “Senhor, eu creio que Tu levaste todos os meus pecados. Mas lava-me por favor dos meus pecados pessoais que eu continuo cometendo todos os dias. Por favor perdoe esses pecados.” Se a sua fé é assim, então você é alguém que não conhece o evangelho da Deus da água e do Espírito, nem crê nele, alguém que está cometendo o pecado de fazer de Deus um mentiroso.



Os Cristãos em Todo o Mundo Devem se Curvar Diante do Evangelho da Água e do Espírito

Há pessoas que acusam os crentes da água e do Espírito de ser heréticos. De certo modo, a fé dos puros pode parecer muito estranho aos seus olhos preconceituosos. Mas segundo o evangelho da água e do Espírito, são eles que não crêem no evangelho da água e do Espírito, e cujos corações portanto ainda estão em pecado, que são os heréticos e no fim irão perecer. Heréticos não são outros além daqueles que estão pervertidos e vivem pecando, e já por si mesmos estão condenados diante de Deus (Tito 3:11). Aqueles cristãos que confessam diante de Deus que ainda têm pecado estão realmente cometendo pecado diante dEle. Se você ainda não recebeu a remissão de pecados devido sua ignorância sobre o evangelho da água e do Espírito, se arrependa então agora e creia no evangelho da água e do Espírito. Nunca é tarde demais. O verdadeiro arrependimento é se desviar do caminho errado e ter fé na verdade, no evangelho da água e do Espírito.

Aqueles que condenam a si próprios mesmo quando crêem em Jesus são os verdadeiros heréticos. Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus (Romanos 8:1). Nós temos que buscar o entendimento correto dessa verdade crendo no evangelho da água e do Espírito. Aqueles que têm pecado diante de Deus não podem levar outras almas pecadoras à Palavra de Deus, e tudo que eles geram são apenas pecadores que crêem em vão de acordo com seus próprios pensamentos.

Mas aqueles que receberam a remissão dos seus pecados pelo evangelho da água e do Espírito podem ajudar os outros que ainda permanecem no pecado a se tornar sem pecado pela Palavra de Deus, porque é pela fé que eles recebem a remissão dos seus pecados. Por essa razão, aqueles que encontram os justos que foram remidos dos seus pecados ao crer no evangelho da água e do Espírito, podem ouvir a Palavra do novo nascimento, vir a crer em Jesus, e se tornar justos também.

Aqueles que se tornaram justos por crer no evangelho da água e do Espírito não são heréticos, mas os verdadeiros crentes. Eles são os bem-aventurados que nasceram de novo por crer no evangelho da água e do Espírito. O caminho mais abençoado que os nascidos de novo devem seguir é se unir aos líderes da Igreja de Deus, e pregar o verdadeiro evangelho da água e do Espírito a todos os pecadores desse mundo. Os cristãos que ainda são pecadores deveriam chegar diante dos justos que receberam a remissão de pecados por crerem no evangelho da água e do Espírito, e abertamente acusá-los de serem heréticos. Para eles, lançar tal acusação pelas nossas costas é algo estúpido e covarde.

Que tipo de fé é a fé correta? O centurião era um gentio, mas ele cria na Palavra de Deus como ela era. Então porque ele creu nesta Palavra de Jesus, sua fé foi aprovada. Mas aqueles que se gabam de seu tradicionalismo, que eles são os verdadeiros seguidores do judaísmo, foram todos abandonados. Os fariseus eram pecadores, porque falharam ao reconhecer adequadamente Jesus como seu Salvador.

A fé na Palavra de Deus é a fé que nos leva a ser salvos de todos os nossos pecados, e é crendo em toda a Palavra de Deus que nossa vida é abençoada. A verdadeira fé é crer na Palavra de Deus e obedecê-la. E para os crentes verdadeiros, a Palavra de Deus é completa como eles crêem. Foi porque o centurião teve essa fé que Deus disse que sua fé era grande.

Deus nos deu essa fé com a graça do evangelho da água e do Espírito. E nós também comprovamos pessoalmente que a Palavra de Deus foi cumprida segundo a Palavra que foi escrita. E ainda nos entristecemos quando vemos que poucas pessoas têm o tipo de fé que o centurião teve. Eles têm que crer no evangelho da água e do Espírito de Deus. Quando eles crerem no evangelho da água e do Espírito, a Palavra de Deus, eles serão então curados todos de um vez da sua lepra espiritual de acordo com sua fé. A fé que é mais aprovada por Deus não é outra além da fé que crê no evangelho da água e do Espírito que Ele falou, como ele é.

A fé que crê no evangelho da água e do Espírito que nos fez sem pecado é a fé do centurião que Deus aprovou. Para os justos que crêem nessa Palavra, Deus concedeu a eles as bênçãos da remissão de pecados, e de se tornaram Seus próprios filhos, e eu sou grato ao Senhor por isso. Tendo nos tornado justos através do evangelho da água e do Espírito, nós agora fomos capacitados para fazer as boas obras em favor dos outros. Assim como nosso Senhor disse que o justo viveria somente pela fé, devemos sempre crer nEle enquanto vivermos.

Que o Senhor nos guie também. Aleluia!

 

Voltar para a Lista

 


Versão para impressão   |  

 
Bible studies
    Sermões
    A declaração de fé
    O que é o evangelho?
    Termos Bíblicos
    FAQ para a Fé Cristã

   
Copyright © 2001 - 2017 The New Life Mission. ALL RIGHTS reserved.