Livros cristãos gratuitos para estudos bíblicos sobre salvação, o Espírito Santo, o Tabernáculo e o Apocalipse de João

HOME  |  MAPA DO SITE  |  CONTATO  |  AJUDA    
Estudos da Bíblia Livros Cristãos
Grátis
e-livros Cristãos
Grátis
Sobre Nós
 



 Os sermões em assuntos importantes por Rev. Paul C. Jong

 

Aqueles que Receberam Bênçãos Celestiais pela Fé


< Romanos 4:1-8 >

“Que, pois, diremos ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? Porque, se Abraão foi justificado por obras, tem de que se gloriar, porém não diante de Deus. Pois que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça. E é assim também que Davi declara ser bem-aventurado o homem a quem Deus atribui justiça, independentemente de obras: Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos; bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado.”



Abençoados são aqueles cujos pecados foram destruídos


Eu agradeço ao Senhor por ter salvado muitas almas. A Bíblia fala sobre estas pessoas abençoadas em Romanos capítulo 4, então eu gostaria de falar sobre aqueles que têm sido abençoados.

“E é assim também que Davi declara ser bem-aventurado o homem a quem Deus atribui justiça, independentemente de obras: Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos; bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado” (Romanos 4:6-8). A Bíblia fala sobre aquelas pessoas que foram abençoadas diante de Deus. Realmente abençoados são aqueles cujos pecados são destruídos perante Deus e a quem o Senhor não imputará pecado.

Antes de nos aprofundarmos nas escrituras, vamos examinar o nosso estado atual como ele é. A Bíblia fala sobre as pessoas abençoadas que receberam a remissão dos seus pecados. Vamos então pensar se nós merecemos ou não ser abençoados.

Não há uma única pessoa neste mundo que não peca. A humanidade comete pecados como uma grande nuvem no céu, da forma como está escrito em Isaías 44:22. Ninguém pode evitar o julgamento de Deus sem a graça de Jesus Cristo.

Nós fomos libertos de nossos pecados e do julgamento de Deus pelo batismo e pelo sangue de Jesus na Cruz, através do que o Senhor nos deu a remissão dos pecados. Além disso, agora nós podemos viver em razão do sacrifício que Jesus Cristo ofereceu. É possível que alguém viva sem cometer pecados durante toda a sua vida? Uma pessoa, sendo ou não nascida de novo, peca durante toda a vida. Como nós pecamos continuamente, sem nem mesmo perceber, estamos destinados a receber o julgamento por nossos pecados.

Eu creio no fato de que uma pessoa que possui até mesmo um pedacinho de pecado irá para o inferno. Por que? Porque a Bíblia diz que o salário do pecado é a morte (Romanos 6:23). O salário do pecado, seja lá o que possa ser, deve ser pago e os pecados só são perdoados após alguém pagar o preço. O pecado só traz julgamento.

Nós vivemos no meio de todo o tipo de pecado, grandes e pequenos, pecados cometidos na ignorância, cometidos com conhecimento e pecados causados pelas fraquezas. Falando seriamente, nós não podemos deixar de admitir nossos pecados diante de Deus, mesmo se tivermos boas desculpas para dar. Você concorda com este conceito? Não é certo nos recusarmos a admitir os nossos pecados, apesar de todos eles já terem sido perdoados. Todos devem admitir as coisas que devem ser admitidas.



Apenas os justos podem louvar ao Senhor


Os justos, cujos pecados e iniqüidades já foram perdoados e cobertos, não têm mais pecado e agradecem a Deus. Nós não podemos deixar de agradecer a Deus a toda a hora e em todo minuto, sempre que estivermos diante dele, pois o Senhor levou todos os nossos pecados, apesar de serem tantos quanto as nuvens no céu. Nós agradecemos ao Senhor que levou todos os nossos pecados, sendo batizado por João Batista no Rio Jordão e recebendo o julgamento na Cruz em nosso lugar.

Se o Senhor não tivesse levado sobre si os nossos pecados através do Seu batismo, se não tivesse sido crucificado e não tivesse morrido para pagar o salário do pecado, nós poderíamos chamá-lo de Pai? Como nós poderíamos louvar o nome de Deus e agradecer a Ele o dom da salvação e glorificá-lo? Tudo isso é devido ao dom da graça de Deus.

Nós, como santos, podemos louvar ao Senhor e dar graças a Ele porque os nossos pecados já foram destruídos. Através do sacrifício de Cristo e do fato de que o Senhor levou todos os nossos pecados, incluindo os pequenos como um átomo. Todos somos fracos, mas nós, os justos, louvamos ao Senhor, que pagou o salário de todos os pecados dos pecadores com a Sua graça. Você está na escuridão? Não importa que tipo de escuridão possa existir, se nós reconhecermos mesmo o menor pedaço de pecado diante de Deus, se confessarmos que pecamos diante Dele, e se crermos no Senhor que levou todos estes pecados, a verdade do Senhor irá permitir que nós possamos louvá-lo e agradecê-lo. Nós nos tornamos os santos que não podem deixar de louvar a Jesus Cristo em razão da Sua graça e perdão dos pecados. Além disso, nós nos tornamos também os adoradores de Deus, após recebermos a graça da remissão dos pecados em nossos corações.



Se nós somos justificados sem as obras, isto é dom de Deus


“Que, pois, diremos ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? Porque, se Abraão foi justificado por obras, tem de que se gloriar, porém não diante de Deus. Pois que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça” (Romanos 4:1-5).

O pecado humano só é expiado após o seu salário ser pago. Você tem certeza que a sua consciência está limpa? Inobstante os tipos de pecados que elas possam ter, as nossas consciências só podem ser limpas após o salário do pecado ser pago. Nós, pecadores, não temos outra escolha senão morrer, mas o Senhor morreu por nossos pecados. Portanto, os pecadores foram justificados e salvos.

Em Romanos capítulo 4, Paulo disse que os pecadores foram salvos por Jesus Cristo, que levou todos os pecados do mundo sobre Ele no Rio Jordão e foi crucificado para ser julgado por seus pecados, usando Abraão, o ancestral da fé que creu na palavra de Deus, como um exemplo. A Bíblia diz que Abraão tornou-se justo porque creu em Deus. Ele não foi salvo por suas próprias obras, mas pela fé na palavra de Deus. Assim, Deus o escolheu para ser justo. Abraão obteve a salvação por crer nas palavras de Deus e tornou-se o pai de todos os que crêem. Ele se tornou justo crendo na aliança de Deus.

O que são a salvação dos pecados e a graça de Deus que foram oferecidas para nós pecadores? Vamos pensar sobre isto para esclarecermos este ponto. “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida” (Romanos 4:4). Este verso fala sobre a salvação de Deus, que nos salvou de todos os pecados. Fala sobre a remissão dos pecados. “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida.” Se um homem recebe o salário pelo seu trabalho, ele irá considerar o seu salário como um favor ou como uma dívida? O Apóstolo Paulo explica a salvação usando Abraão como exemplo. É natural para o homem que trabalhou receber em troca o salário por seu trabalho. Contudo, se somos justificados, mesmo não vivendo vidas perfeitas, isto ocorre através do dom de Deus, não por meio de nosso esforço próprio.

“Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida” (Romanos 4:4). A salvação através do perdão dos pecados ocorre em razão do batismo do Senhor e do derramar de sangue do Seu sacrifício. A salvação foi possível através da graça e do dom da remissão dos pecados. A humanidade não pode evitar o pecado, então todos são forçados a admitir que têm pecado. Eles não podem lavar os seus pecados, não importando em quais doutrinas acreditem ou o quanto oram por seus pecados.

O único caminho para os pecadores lavarem os seus pecados é crer na salvação que diz que o Senhor levou os pecados do mundo sobre Ele, sendo batizado por João Batista no Rio Jordão e crucificado para receber o julgamento vicário pelos pecados. Os pecadores não têm as qualificações para pagarem por seus próprios pecados com qualquer tipo de sacrifício realizado por si próprios.

Recebendo o batismo no Rio Jordão, Jesus levou todos os pecados da forma mais cabível, e pelo sacrifício na Cruz, os pecadores foram salvos dos seus pecados. Isto inclui os pecados pequenos que nós cometemos em razão das nossas fraquezas, diante da enganação de Satanás, e também os pecados grandes como montanhas. Dessa forma, os pecadores receberam a salvação pela fé no batismo e no sangue de Jesus Cristo. Através do dom gratuito da salvação de Deus, nós, que éramos pecadores, agora somos justos.



A remissão dos pecados só é dada pela graça e pelo dom


O Apóstolo Paulo fala sobre como um pecador é salvo de todos os seus pecados. “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida.” Ele explica a graça da salvação comparando esta aos trabalhadores deste mundo. Se um pecador, após trabalhar diante de Deus, diz que ele obteve a salvação dos seus pecados, isto não vem do dom de Deus, mas vem das suas obras. A remissão dos pecados somente é dada pela graça e como um dom. Nenhuma das nossas obras estão incluídas na graça de Deus. A salvação dos pecados que recebemos foi um presente de Deus para nós? Sim, foi. Nós não tínhamos outra escolha senão perecer em razão dos nossos pecados. Contudo, Jesus Cristo, nosso Salvador, levou todos sobre Ele por meio do batismo de João Batista no Rio Jordão.

Nós fomos salvos de nossos pecados crendo no fato de que Jesus Cristo pagou o salário do pecado e morreu por nós. Ele nos santificou levando todos os nossos pecados por meio do Seu batismo, e nos salvou de todos os pecados morrendo na Cruz. Tudo isso vem da salvação de Deus. A libertação do nosso ser só foi possível por meio da graça de Deus. É um presente. É de graça. Os pecadores foram salvos pelo amor de Deus por eles. Jesus levou todos os pecados através do Seu batismo e salvou os pecadores de todos os pecados do mundo e de todo o julgamento de Deus, sendo crucificado.

“Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça” (Romanos 4:5). Antes, nós falamos sobre a pessoa que trabalha. A frase, “Mas, ao que não trabalha” faz referência àquele que não realiza nenhuma obra virtuosa com o propósito de se tornar justo. Paulo continua com o verso dizendo, “mas crê em Jesus Cristo que justifica o ímpio, sua fé lhe é imputada para justiça.”

Ele usa o ímpio como um exemplo da justiça de Deus. O que significa ser ímpio? Uma pessoa ¡®ímpia¡¯ é aquela que não respeita a Deus e só leva uma vida perdida até o seu último suspiro, que é exatamente o oposto de ser bom. Esta palavra indica que a pessoa peca diante de Deus até o último dia da sua vida. É verdade que as pessoas são nascidas cheias de pecado, todavia, foi a verdadeira natureza humana que nos destinou a receber o julgamento de Deus em razão dos nossos pecados.

Contudo, está escrito, “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça .” Aqui, a frase “Ao que não trabalha” significa “ele ainda não é bom.” Nós estamos perfeitamente diante de Deus? -Não, não estamos.-

O Senhor fala para nós, os ímpios, que “Vocês não têm pecados e são justos.” O Senhor levou o salário dos nossos pecados e pagou por eles. Você crê que Jesus já pagou o salário do pecado absolutamente? Para os crentes, a sua fé lhes será atribuída. “Vocês estão certos. Vocês realmente crêem nisso. Vocês são meu povo justo. Vocês não têm pecado porque eu os destruí quando fui batizado por João Batista e fui julgado por todos os seus pecados na Cruz!”

Deus levou todos os pecados dos ímpios deste mundo pelo batismo de Jesus, apesar de toda a humanidade ser ímpia. Deus enviou o Seu único filho e levou os pecados pelo Seu batismo e foi crucificado no lugar dos ímpios. Deus cumpriu tanto a lei que falava sobre o salário do pecado quanto a lei do amor de Deus. Ele salvou todos os pecadores dos seus pecados.

Deus fala, “Sim, você não tem pecado. Meu Filho te salvou. Você foi salvo,”para aqueles que crêem que Jesus levou todos os pecados deste mundo no Rio Jordão através do Seu justo ato pelos pecadores. Assim, eles são feitos justos mesmo se não têm sido bons. Deus diz que eles são o Seu povo sem pecado, apesar de serem ímpios, quando Ele vê a sua fé na salvação do Senhor. Abençoada é a pessoa a quem o Senhor não imputará pecado.

Deus nos pergunta se somos ímpios. “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça .” Nós fazemos boas obras? Nós não podemos fazer o bem, pois só estamos aptos a pecar. Todavia o próprio Deus nos salvou com o dom da salvação. Nós cremos na salvação do Senhor, ou seja, no batismo e no sangue de Jesus!



Nós devemos viver pela fé na salvação do Senhor


Nós louvamos ao Senhor e agradecemos a Ele pelo dom do amor e a graça da salvação dos pecados, sabendo que Ele pagou todo o salário do pecado por nós, os ímpios. Nós não podemos agradecê-Lo suficientemente por ter pago o salário dos nossos pecados através do Seu batismo e da Cruz, quando admitimos que somos ímpios diante de Deus. Contudo, não podemos dar graças a Deus pela graça de Dele se pensamos que somos bons.

Para a pessoa que crê em Jesus Cristo, que justifica o ímpio, sua fé é atribuída por justiça. Aqueles que crêem na redenção e no julgamento de Jesus, que os torna justos, recebe os dons de Deus. Ninguém é bom diante de Deus, porque todos cometem muitos erros enquanto tentam viver piamente.

O fato dos seres humanos não conseguirem evitar o pecado prova a sua impiedade. Dessa forma, eu vivo pela fé na salvação de Deus, apesar de eu ser ímpio. Viver pela fé não significa viver do jeito que a pessoa quer. Há um modo correto de viver pela fé para aquele que se tornar justo pela fé.

Todos os dias, os santos nascidos de novo precisam do evangelho da salvação de Jesus. Por que? Porque suas obras não são boas na Terra e eles não podem evitar o pecado durante toda as suas vidas. Todos devem ouvir as boas novas que dizem que Jesus levou os pecados do mundo por meio do Seu batismo. O justo deve ouvir e invocar o evangelho todos os dias. Assim, o seu espírito pode viver e ser fortalecido repetidamente como uma primavera. “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça.” Para quem é essa mensagem? Esta mensagem é para todas as pessoas deste mundo, incluindo eu e você.

A Bíblia nos fala em detalhes sobre como Abraão foi justificado. Para a pessoa que trabalha, a salvação de Deus não é apreciada e tal pessoa a rejeitará. Tal pessoa não dá graças pelo evangelho. Primeiramente, o que o verso 4 descreve é uma pessoa que trabalha, isto é, que tenta fazer obras virtuosas, para entrar no Reino do Céu. Este tipo de pessoa nunca agradece pelo sacrifício de Jesus. Por que não? Porque ela trabalha e faz muitas obras virtuosas enquanto oferece orações de arrependimento pelo perdão dos seus pecados diários e, portanto, pensa que o seu próprio esforço a ajudou de alguma forma a receber o perdão dos pecados. Tal pessoa não está agradecida pela graça absoluta de Deus, que é este evangelho. Assim, ela não pode realmente receber o dom da salvação de Deus.

A Bíblia diz, “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça” (Romanos 4:5). Isto significa que o Senhor salvou perfeitamente aqueles que eram ímpios e cujos pecados não podiam ser perdoados por suas próprias obras. Isto também nos mostra que a graça de Deus é revelada aos justos, que foram salvos recebendo a remissão dos pecados.



Mas a pessoa que trabalha não considera a Sua graça como graça


Romanos 4:5 é aplicável para aquele que reconhece e crê nas palavras de Deus, assim como Abraão fez. Nós cremos no Senhor que salvou os ímpios. Existem dois tipos de pessoas entre os Cristãos: aqueles que ainda trabalham para ser perdoados pelos seus pecados e aqueles que foram absolutamente libertados de seus pecados. Como está escrito nos versos 4 e 5, “Ao que trabalha” e “o salário não é considerado como favor”, portanto tal pessoa rejeita a graça da remissão dos pecados porque vem a Deus com as obras após crer em Jesus.

As pessoas não podem evitar a permanência no pecado porque elas oferecem as suas obras para Deus. A Doutrina da Justificação é uma doutrina cristã que afirma que um crente pode e deve ser santificado gradualmente, pouco a pouco, até o dia em que ele morrer e, portanto, tal teoria leva os crentes a rejeitarem o dom da remissão dos pecados e a lutar contra Deus. A Bíblia não diz que uma pessoa se torna justa gradualmente. Aqueles que tentam se santificar gradualmente por orações de perdão dos pecados, fazendo boas obras e limpando a sua impureza, são aqueles que trabalham. Estas são as pessoas que merecem ir para o inferno como servas de Satanás. Elas não podem ser imputadas por justiça porque elas rejeitam a graça do Senhor.

Nenhum de nós é bom. Contudo, muitas pessoas estão caminhando e crendo em uma direção errada atualmente. Elas crêem que os seus pecados atuais são perdoados quando elas se arrependem diariamente, sabendo que Jesus já lavou os seus pecados passados. Elas fazem isso porque pensam que são um pouco boas. Elas mostram a sua bondade e pureza diante de Jesus. No fim, ficarão sem a remissão dos pecados, o dom de Deus.



Quem é abençoado?


Os santos que são libertos de todos os seus pecados tornam-se justos por terem a fé em Jesus. A resposta para a pergunta sobre quem é a pessoa que pode se tornar justa é essa: A pessoa que conhece bem as suas fraquezas e não oferece orações de arrependimento por seus pecados está apta para se tornar justa pela fé. Apenas aqueles que não insistem em praticar boas obras, fazendo orações, realizando atos bons e que são pobres de espírito, irá receber o dom da remissão dos pecados de Jesus. Eles serão feitos justos. Estas pessoas não têm feito coisas boas diante de Deus.

A única coisa que eles têm feito é admitir francamente os seus pecados, dizendo, “Eu pequei. Eu sou um pecador que não tem outra escolha senão ir para o inferno quando morrer”. Então Jesus Cristo vem e entrega o dom da completa salvação que Ele realizou. Crer no fato de que o Senhor foi batizado por João Batista no Rio Jordão para levar todos os pecados e foi crucificado realmente permite que os pecadores sejam salvos de todos os pecados nos seus corações. Eles foram revestidos com a benção de se tornarem filhos de Deus. A salvação dos pecados é um dom de Deus para os pecadores. Eu agradeço ao Senhor Jesus Cristo, por ter nos livrado da destruição.


No verso 6, Paulo descreve o homem abençoado por Deus “independentemente de obras.” Ele esclarece as três partes seguintes sobre “trabalhar.” Primeiro, “Ao que trabalha,” depois “Ao que não trabalha,” e por fim “independentemente de obras.” A Bíblia diz, “E é assim também que Davi declara ser bem-aventurado o homem a quem Deus atribui justiça, independentemente de obras: Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos; bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado” (Romanos 4:6-8). “Atribuído pelo Senhor” não significa que Deus considera uma pessoa sem pecado, apesar de ela ter pecados, mas Ele realmente quer dizer que a pessoa não tem pecado.

Deus nos fala sobre a santidade da humanidade. As pessoas que foram perdoados por seus pecados são felizes, não são? Ninguém é mais feliz do que nós. Ninguém é mais feliz que uma pessoa que recebeu a remissão dos pecados. Significa que se alguém tem pecado, mesmo que pequeno como um átomo, tal pessoa será julgada por Deus, e nunca poderá ser feliz. Mas os justos são felizes porque eles tem a remissão dos pecados. Deus diz, “bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado” (Romanos 4:8).

“Cujos pecados são cobertos” significa que o Senhor destruiu os pecados de toda a humanidade. Davi também disse, “Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas.” Bem-aventurados são aqueles cujos pecados são perdoados, apesar de eles pecarem todos os dias neste mundo. Os justos, que já receberam a remissão dos pecados, foram salvos de suas vidas de pecados através de Jesus Cristo. Os justos são realmente felizes.



Bem-aventurados são aqueles cujos pecados são cobertos


Em segundo lugar, que tipo de pessoa é feliz? “Bem-aventurados aqueles cujos pecados são cobertos .” Nós sempre pecamos, mas isso significa que nossos pecados já foram cobertos, porque Jesus levou todos eles por meio do Seu batismo e crucificação. Então Deus Pai irá nos julgar? Todos os pecados dos pecadores foram cobertos? Nós não seremos julgados porque Jesus levou todos os nossos pecados, derramou Seu sangue na Cruz e morreu por nós porque estamos Nele.

Bem-aventurados são aqueles cujos pecados são cobertos. A morte, que é o salário do pecado, não virá sobre nós porque Jesus levou todos os nossos pecados por meio do Seu batismo. Aleluia! Nós somos felizes. Nós temos pecados? Não. Aqueles que não conhecem a Jesus, que veio pela água e pelo sangue, nem sabe que todos os pecados do mundo foram transferidos para Ele quando recebeu o batismo no Rio Jordão, sempre terá pecado, mesmo se crer em Jesus fervorosamente.

Contudo, aquele que conhecem a verdadeira salvação e crêem nela, não têm mais pecados. Bem-aventurados são aqueles cujos pecados são cobertos. Bem-aventurados são aqueles que transferiram todos os seus pecados para Jesus Cristo no tempo que Ele foi batizado por João Batista. Quem é realmente feliz neste mundo? Abençoados são aqueles que têm o Salvador, em vez da sua própria fraqueza. Abençoados são aque1es que crêem em Jesus, o Salvador, que levou todos os seus pecados, incluindo os menores deles, e que foi crucificado para ser julgado em nosso lugar.



Bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado


Bem-aventurados são aqueles que crêem na verdade da salvação e têm o bom Pastor dentro de si. Em terceiro lugar, Davi disse, “bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado” (Romanos 4:8).

Nós que possuímos a remissão dos pecados somos justos, mesmo sendo fracos. Nossa carne ainda é fraca, mesmo que sejamos justos pela fé. O Senhor levou todos os nossos pecados por meio do Seu batismo? O Senhor nos considera como aqueles que serão julgados? Não. O Senhor não admite que nós devamos ser julgados, apesar de sermos fracos e insuficientes. Porque o Senhor não imputa pecado em nós? Porque Ele já pagou o salário do pecado e foi julgado por nós. O Senhor não se lembra dos pecados das pessoas que foram justificadas pela fé e nem submete tal pessoa ao julgamento.

Bem-aventurada é a pessoa que é justificada pela fé. Bem-aventurada é a pessoa que é nascida de novo da água e do Espírito (João 3:5). Nós normalmente buscamos as coisas do mundo e perdemos as bênçãos de Deus, esquecendo o fato que Deus nos salvou e abençoou. Nós somos contra Deus quando perdemos a Sua graça. Nós devemos ter a graça de Deus em nossas mentes. A salvação de Deus existe dentro dos crentes.

O Espírito Santo de Deus habita naqueles cujos pecados foram destruídos. Apenas os justos não serão julgados por Deus. Bem-aventurados aqueles que não são julgados por Deus neste mundo e no Reino do Céu. Por que? Porque eles são considerados justos por Deus, recebem o Seu amor e tornam-se Seus filhos.



Nós somos abençoados pela fé


Abençoados são aqueles que se tornam justos pela fé. Os nascidos de novo são os abençoados diante de Deus? -Sim.- O Apóstolo Paulo disse, “Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo, dai graças” (1 Tessalonicenses 5:16-18) porque ele foi abençoado pela fé como um descendente de Abraão, o pai da fé. Nós também somos descendentes de Abraão. Abraão foi salvo por ter fé na palavra de Deus, assim como nós. Deus falou para Abraão: “Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande” (Gênesis 15:1).

Mas Abraão disse, “SENHOR Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos e o herdeiro da minha casa é o damasceno Eliézer?” Então Abraão disse, “A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro” Então Deus o trouxe para fora e disse, “Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes.” E Deus disse a ele, “Será assim a tua posteridade.” “Eu creio nisso, Senhor.” Portanto, Abraão creu nas palavras de Deus.

Você pode crer na palavra de Deus como Abraão? Não parece impossível para os seres humanos fazerem isso? A esposa de Abraão era muito idosa para dar a luz a um filho. Contudo, Abraão creu na palavra de Deus em um tempo que não havia esperança. Dessa forma, Abraão foi imputado por justiça diante de Deus.

Jesus destruiu todos os nossos pecados. Jesus os levou sobre Ele pelo batismo e foi julgado por nós com Seu sangue. Nós nos tornamos descendentes de Abraão recebendo a remissão dos pecados e a salvação de Deus, porque nós éramos ímpios, enquanto não acreditávamos. A Bíblia diz, “Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens” (1 Coríntios 1:25). Deus torna Seus filhos aqueles que creram no evangelho do Senhor, por meio da sua fé no batismo de Jesus (na água) e na Sua Cruz (no sangue). Isto parece ser loucura para a humanidade, mas a salvação de Deus e a Sua sabedoria da remissão dos pecados são assim. Pode parecer loucura do ponto de vista humano, mas Deus salvou os pecadores de todos os seus pecados com o Seu dom gratuito.

Quer saber mais sobre o livro de Romanos? Por favor clique no banner abaixo para adquirir seu livro grátis sobre o livro de Romanos.
Bible study on Revelation

Jesus chamou milhares de pessoas dos quatro cantos do mundo, e os abençoou, e salvou, e recebeu louvores deles. Nós fomos abençoados ou não? -Sim, nós fomos.- Não se esqueça que não foi em razão das obras. Nós somos abençoados porque nós cremos nas bênçãos que Deus nos deu e porque Ele nos deu fé por meio das suas palavras. Deus nos fez seus filhos vindo pela água, sangue e Espírito (1 João 5:4-8), e porque Ele nos deu o Seu amor.

Nós somos abençoados mesmo se vivemos com as nossas fraquezas na terra. Eu realmente agradeço a Deus. Ele nos deu bênçãos preciosas, não nos imputou pecados, esqueceu todas as nossas iniqüidades e as cobriu, mesmo quando nós, os ímpios, não éramos capazes de trabalhar pela nossa santificação. Nós fomos abençoados com a salvação somente através da fé.

Voltar para a Lista

 


Versão para impressão   |  

 
Bible studies
    Sermões
    A declaração de fé
    O que é o evangelho?
    Termos Bíblicos
    FAQ para a Fé Cristã

   
Copyright © 2001 - 2017 The New Life Mission. ALL RIGHTS reserved.